"Os bons ideais aproximam as pessoas que olham o mundo não apenas para si, mas para todos"Rivaldo R. Ribeiro

17 de julho de 2019

PARA ALIMENTAR NÃO PRECISA DESMATAR NEM ENVENENAR


Como um país do tamanho da Holanda, duzentas e poucas vezes menor que o Brasil, ganha mais com exportação de alimentos que a gente, usando pouquíssimo espaço, muito menos água e muito muito menos agrotóxicos? 
Os dados são do World Atlas (https://bit.ly/2rXfF8h) e os modelos do sucesso da agricultura holandesa estão detalhadas nessa matéria da National Geographic:https://on.natgeo.com/2lqHYes

Árvore, Ser Tecnológico


10 de julho de 2019

MATO GROSSO ESTÁ ENVENENADO

Saúde Pública em risco por uso descontrolado de agrotóxicos torna Mato Grosso campeão em câncer infantojuvenil e má formação fetal (http://bit.ly/2JottS5). A exposição ambiental, ocupacional e alimentar da população foi tema na Assembleia Legislativa, em abril, quando a UFMT mostrou aos vereadores que a população matogrossense sofre DEZ VEZES mais exposição a veneno que a média nacional (http://bit.ly/2XvGmT4). 
Até quando vai dar pra fazer vista grossa ao que está acontecendo? Desde 2013, a Fiocruz vem falando sobre os impactos dos agrotóxicos na saúde da população do Mato Grosso (http://bit.ly/32gQoGE). 
Não bastasse a população doente, o próprio estado decretou esse ano calamidade financeira (https://glo.bo/2XX4UUt). 
Que desenvolvimento é esse? O que adianta estar entre os maiores exportadores de soja, gado e milho do país, quando o estado está falido e a população morrendo? Quantos mais exemplos reais serão necessários para que o próprio setor acorde: por esse caminho, futuro não há.
Dados recentes na mídia:
- Julho/2019: “Agrotóxicos: MT é campeão em câncer infantojuvenil e má formação fetal” alerta Wanderlei Pignati(http://bit.ly/2JottS5)
- Julho/2019: raiva bovina obriga 200 fazendas a vacinarem animais (https://glo.bo/2XFbWy4)
- Abril/2019: "Exposição a agrotóxicos em MT é quase 10 vezes maior do que média nacional" (http://bit.ly/2XvGmT4)
- Março/2019: Safra de soja do MT de 2020 estimada em 31 milhões de toneladas já começa a ser vendida no mercado de futuro (http://bit.ly/2XO71dl)
- Jan-Julho/2019: MT exportou 141 mil toneladas de carne bovina -- mais de R$ 2 bilhões (https://glo.bo/2Liwt4X)
- Janeiro/2019: estado decreta calamidade financeira com dívida de R$ 4 bilhões (https://glo.bo/2XX4UUt).

FONTE

9 de julho de 2019

AGROTÓXICO- VENENO NA NOSSA MESA

Agrotóxicos: em junho, o Ministério da Agricultura registrou 42 novos produtos em apenas um dia. 
Desse total, 22 são considerados prejudiciais ao meio ambiente e 14 são nocivos à saúde humana, de acordo com estudos. Além disso, 17 produtos contém ativos que são proibidos em outros países.
O Interesse Público traz uma entrevista sobre a isenção fiscal concedida a agrotóxicos, que deixou de arrecadar quase R$ 3 bilhões aos cofres públicos brasileiros.






https://www.youtube.com/user/tvmpf


1 de julho de 2019

Estudo mostra que o Aquífero Guarani está contaminado por agrotóxicos ( E AGORA,QUEM ASSUME ESSA IRRESPONSABILIDADE?)


O Aquífero Guarani, manancial subterrâneo de onde sai 100% da água que abastece Ribeirão Preto, cidade do nordeste paulista localizada a 313 quilômetros da capital paulista, está ameaçado por herbicidas.
A conclusão vem de um estudo realizado a partir de um monitoramento do Departamento de Água e Esgotos de Ribeirão Preto (Daerp) em parceria com um grupo de pesquisadores, que encontrou duas amostras de água de um poço artesiano na zona leste da cidade com traços de diurom e haxazinona, componentes de defensivo utilizado na cultura da cana-de-açúcar.
No período, foram investigados cem poços do Daerp com amostras colhidas a cada 15 dias. As concentrações do produto encontradas no local foram de 0,2 picograma por litro – ou um trilionésimo de grama. O índice fica muito abaixo do considerado perigoso para o consumo humano na Europa, que é de 0,5 miligrama (milésimo de grama) por litro, mas, ainda assim, preocupa os pesquisadores, que analisam como possível uma contaminação ainda maior.
No Brasil, não há níveis considerados inseguros para as substâncias. Ainda assim, a presença do herbicida na zona leste – onde o aquífero é menos profundo – acende a luz amarela para especialistas. Segundo Cristina Paschoalato, professora da Unaerp que coordenou a pesquisa, o resultado deve servir de alerta. “Não significa que a água está contaminada, mas é preciso evitar a aplicação de herbicidas e pesticidas em áreas de recarga do aquífero”, disse ela.
O monitoramento também encontrou sinais dos mesmos produtos no Rio Pardo, considerado como alternativa para captação de água para a região no longo prazo. “Isso mostra que, se a situação não for resolvida e a prevenção feita de forma adequada, Ribeirão Preto pode sofrer perversamente, já que a opção de abastecimento também será inviável se houver a contaminação”.
Aquífero ameaçado:
O Sistema Aquífero Guarani, que faz parte da Bacia Geológica Sedimentar do Paraná, cobre uma superfície de 1,2 milhão de quilômetros quadrados, sendo 839., 8 mil no Brasil, 225,5 mil quilômetros na Argentina, 71,7 mil no Paraguai e 58,5 mil no Uruguai. Com uma reserva de água estimada em 46 mil quilômetros quadrados, a população atual em sua área de ocorrência está em quase 30 milhões de habitantes, dos quais 600 mil em Ribeirão Preto.
A água do SAG é de excelente qualidade em diversos locais, principalmente nas áreas de afloramento e próximo a elas, onde é remota a possibilidade de enriquecimento da água em sais e em outros compostos químicos. É justamente o caso de Ribeirão, conhecida nacionalmente pela qualidade de sua água.
Para o engenheiro químico Paulo Finotti, presidente da Sociedade de Defesa Regional do Meio Ambiente (Soderma), Ribeirão corre o risco de inviabilizar o uso da água do aquífero in natura. “A zona leste registra plantações de cana em áreas coladas com lagos de água do aquífero. É um processo de muitos anos, mas esses defensivos fatalmente chegarão ao aquífero, o que poderá inviabilizar o consumo se nada for feito”, explica.
Já para Marcos Massoli, especialista que integrou o grupo local de estudos sobre o aquífero, a construção de casas e condomínios na cidade, liberada através de um projeto de lei do ex-vereador Silvio Martins (PMDB) em 2005, é extremamente prejudicial à saúde do aquífero. “Prejudica muito a impermeabilidade, o que atinge em cheio o Aquífero”, diz.
Captação:
Outro problema que pode colocar em risco o abastecimento de água de Ribeirão no médio prazo é a extração exagerada de água do manancial subterrâneo. Se o mesmo ritmo de extração for mantido, o uso da água do Aquífero Guarani pode se tornar inviável nos próximos 50 anos em Ribeirão Preto.
A alternativa, além de reduzir a captação, pode ser investir em estruturas de captação das águas de córregos e rios que, além de não terem a mesma qualidade, precisam de investimentos significativamente maiores para serem tratadas e tornadas potáveis. A perspectiva já é considerada pelos estudiosos do chamado Projeto Guarani, que envolveu quatro países com território sobre o reservatório subterrâneo. O cálculo final foi entregue no fim do ano.
O mapeamento mostrou que a velocidade do fluxo de água absorvida pela reserva é mais lenta do que se supunha. Pelas contas dos especialistas, a cidade extrai 4% mais do que poderia do manancial. A média de consumo diário de água em Ribeirão é de 400 litros por habitante, bem acima dos 250 litros da média nacional. Por hora, a cidade tira do aquífero 16 mil litros de água. Vale lembrar que a maior parcela de água doce do mundo, algo em torno de 70%, está localizada, em forma de gelo, nas calotas polares e em regiões montanhosas.
Outros 29% estão em mananciais subterrâneos, enquanto rios e lagos não concentram sequer 1% do total. Entretanto, em se tratando da água potável, aproximadamente 98% se encontram no subsolo, sendo o Aquífero Guarani a maior delas. A alternativa para não desperdiçar esses recursos é investir em reflorestamento para garantir a recarga do aquífero, diz o secretário-geral do projeto, Luiz Amore.

Reportagem do DCI, socializada pelo MST.
EcoDebate, 19/05/2011

[ O conteúdo do EcoDebate é “Copyleft”, podendo ser copiado, reproduzido e/ou distribuído, desde que seja dado crédito ao autor, ao Ecodebate e, se for o caso, à fonte primária da informação ]

http://www.ecodebate.com.br

27 de janeiro de 2019

TRAGÉDIA EM BRUMADINHO, MG

Israel envia a Brumadinho missão com 130 especialistas em buscas

Decolou neste domingo (27) uma missão com 130 integrantes das Forças de Defesa de Israel que vão ajudar no resgate das vítimas da tragédia em Brumadinho (MG).
O avião fretado da companhia israelense El Al deixou Tel Aviv por volta das 6h30 (horário brasileiro de verão) e o pouso em Confins está previsto para acontecer por volta das 21h30.


Veja mais aqui: FONTE NOTICIAS R7

Comentário desse blog:
No Brasil as tragédias ambientais são anunciadas, isso porque a irresponsabilidade das Empresas Poluidoras, Mineradoras, Agronegócio etc. e dos nossos governantes que sempre ignoram as leis ambientais, não respeitam a natureza e sua vocação. 
Um dos pontos respeitados na grande maioria dos países civilizados, além de suas leis de proteção ambiental, existe o PRINCIPIO DA PRECAUÇÃO que se fosse praticado no Brasil salvaria muitas vidas humanas e protegeria a natureza que sadia nos levaria a uma melhor qualidade de vida no presente a para as futuras gerações.  
Mas infelizmente não é o que ocorre por aqui, imagens  apocalípticas que envergonha a nós brasileiros conscientes do respeito a natureza e sua força é mostrada pelo mundo afora, tragédias anunciadas como foi o de Mariana-MG e agora Brumadinho-MG matando centenas de pessoas e causando um dano ambiental incalculável, uma herança triste para muitas gerações de brasileiros.
Estamos no inicio de um novo governo e com ele renova as esperanças de novas atitudes ambientais, entre essas atitudes está sem dúvida o respeito a nossa mãe Terra e sua natureza.   

     

1 de janeiro de 2019

SÃO JOSÉ DO RIO PRETO EM PRIMEIRO LUGAR RANKING- MUNICÍPIOS VERDEAZUL 2018



Lista dos Municípios Premiados com Selo  VerdeAzul 2018.


01)- 94,65 SÃO JOSÉ DO RIO PRETO
02)- 93.96 BOTUCATU
03)- 93.20 SANTA ADÉLIA 
04)- 92.70 FERNANDÓPOLIS 
05)- 92.64 NOVO HORIZONTE 
06)- 92.63 SÃO PEDRO DO TURVO
07)- 91.58 CAMPINAS 
08)- 90.87 ARAÇOIABA DA SERRA 
09)- 90.72 ITU
10)- 90.31 AMERICANA
11)- 89.86 CABREÚVA
11)- 89.86 SOROCABA
12)- 89.68 ÁGUAS DA PRATA 
13)- 89.53 ITATIBA 
14)- 89.52 EMBAÚBA 
15)- 89.48 GUARAREMA
16)- 89.28 LENÇÓIS PAULISTA
17)- 88.73 PIRANGI
18)- 88.47 DIVINOLÂNDIA
19)- 88.00 GABRIEL MONTEIRO
20)- 87.86 FRANCA
21)- 87.83 MONTE ALTO
22)- 87.61 IACANGA
23)- 87.47 ADAMANTINA 
24)- 86.78 CATANDUVA 
25)- 86.71 BAURU
26)- 86.43 JAGUARIÚNA
27)- 86.40 CAPÃO BONITO 
28)- 86.35 FERNANDO PRESTES
29)- 86.19 VOTUPORANGA
30)- 85.81 SALTO
31)- 85.72 JUNDIAÍ
32)- 85.63 NOVA ODESSA
33)- 85.54 PRADÓPOLIS
34)- 85.39 SAGRES 
35)- 85.25 MONÇÕES 
36)- 85.05 PEDRINHAS PAULISTA
37)- 84.85 PIRACICABA
37)- 84.85 SOCORRO
38)- 84.58 INDAIATUBA
39)- 84.32 BRAGANÇA PAULISTA
40)- 83.73 ITAPIRA 
41)- 83.65 RIBEIRÃO PRETO
42)- 83.31 BERTIOGA 
43)- 83.30 MACATUBA
44)- 82.68 PEDERNEIRAS
45)- 82.49 ITAJOBI
46)- 82.44 IBIRÁ
47)- 82.43 CAJOBI
47)- 82.43 SANTO ANTÔNIO DA ALEGRIA
48)- 82.37 VINHEDO
49)- 82.29 GUZOLÂNDIA
50)- 82.13 MATÃO
51)- 82.12 TATUÍ 
52)- 81.79 SÃO MIGUEL ARCANJO 
53)- 81.67 NOVA ALIANÇA 
54)- 81.65 IBIÚNA 
55)- 81.31 CARAGUATATUBA
56)- 81.23 MOGI DAS CRUZES
57)- 81.11 CERQUILHO 
58)- 81.07 LIMEIRA 
59)- 80.85 ARARAQUARA
60)- 80.61 GASTÃO VIDIGAL 
61)- 80.47 ITARARÉ 
62)- 80.45 SANTA FÉ DO SUL
63)- 80.41 PENÁPOLIS 
63)- 80.41 TUPI PAULISTA 
64)- 80.31 LOUVEIRA 
65)- 80.23 SANTA BÁRBARA D´OESTE 

Veja a pontuação do seu município no link abaixo:
http://verdeazuldigital.sp.gov.br/site/pontuacoes/


26 de dezembro de 2018

PROGRAMA MUNICÍPIO VERDE/AZUL DA SECRETARIA DO MEIO AMBIENTE DO ESTADO DE SÃO PAULO: Divulga os vencedores do ano 2018


No ano de 2017 José Bonifácio-SP ficou em 426 lugar no RANKING do programa ambiental com apenas 9,65 Pontos.
.
Agora  nesse ano de 2018 pioramos outra vez no RANKING do programa ambiental, ficamos em 512 lugar com apenas 6,51 pontos

.
São José do Rio Preto ficou em primeiro lugar com 94,65 pontos, entretanto sempre foi pontuada.
.
Entre outras cidades que são sempre pontuadas estão Fernandópolis, Novo Horizonte, Catanduva, Votuporanga, Penápolis, Lençóis Paulista, Gabriel Monteiro etc. confiram o link abaixo:
.
FONTE: http://verdeazuldigital.sp.gov.br/site/pontuacoes/

"Necessitamos amar mais nossa cidade, atualmente o meio ambiente e natureza está no topo da análise como se comporta a cidadania civilizatória de uma cidade, comunidade, ou até duma família que muitas vezes a pontuamos no nosso conceito como está o estado do seu quintal com lixo ou não.
.
Não se trata aqui apenas do poder público que muitas vezes é apenas nosso reflexo. Na Nossa cidade infelizmente as pessoas não se importam com o nosso meio ambiente, nossa natureza, que nada mais é do que nosso quintal...Nosso habitat natural.
.Com certeza os animais sabem o que seja "Habitat" melhor do que nós, porque eles não destroem onde vivem. E nós fazemos tudo ao contrário: destruímos, sujamos, poluímos. Preferimos viver no Luxo supérfluo e passageiro produzindo LIXO definitivo, que pode ser comparado a uma doença incurável que mata nossa natureza e o meio ambiente.
.
Me perdoem pelo desabafo, mas às vezes cansa de apontar, tentar conscientizar as pessoas sobre a problemática do nosso meio ambiente e sua preservação, pois é do seu seio que colhemos nossos alimentos, nossa água e sem dúvida a origem e mantenedora de toda a vida do nosso planetinha AZUL.
.
Meio Ambiente: temos que fazer a escolha em transforma-lo em inóspito para a vida ou agradável para nós e para o futuro de nossos filhos, isso se ainda houver tempo. Pois os graves problemas climáticos que estamos vivenciando, nos diz que estamos sendo irresponsáveis e insensíveis agindo dentro da escolha errada.
.
Se possível façamos uma autocrítica.
Meus amigos, NATUREZA é algo que significa condições para sobrevivência humana.
.
Para refletir: "As baratas são mais resistentes do que nós, vamos deixar nosso planeta para as baratas?"
.
Rivaldo R. Ribeiro
https://aldeia-mundus777.blogspot.com/


13 de dezembro de 2018

FALSA SERINGUEIRA De nome científico Ficus elastica Roxb. ex Hornem.



Estão cortando árvores além do normal em José Bonifácio, queremos arborização NUNCA DESTRUIÇÃO DO VERDE.
O calor está nos cozinhando, todos querem chuvas, mas vem ventanias e tempestades.
Alguns não gostam de folhas caídas no solo, mas elas são sinais de vida, que ali por perto existem árvores.
Uma árvore média é capaz de colocar 1000 litros de água na atmosfera.
Uma arvore arrancada leva anos a voltar ao seu tamanho anterior, isso se o clima permitir.
.
REFLITAM BEM ANTES DE CORTAR, DESTRUIR, PODAR EXCESSIVAMENTE UMA DESSAS NOSSAS AMIGAS. ÚNICO SER VIVO QUE REALMENTE ESTÁ CONECTADO COM O UNIVERSO, POIS SUAS RAÍZES SÃO OS PLUGINS NESSA CONEXÃO.

Salve o planeta terra, PAZ E BEM!

Vejam mais informações sobre essa árvore clicando AQUI

12 de dezembro de 2018

Filhote de pássaro perdido numa pracinha




Só de imaginar que centenas desses bichinhos são incinerados durante as queimadas nos canaviais todos os anos. Me leva a preferir carro a gasolina e futuramente elétrico.
Não é por um acaso que as rolinhas estão fazendo seus ninhos nos nossos quintais, já tive o privilégio de ter dois ninhos no meu quintal e vê-los em cima do muro próximo ao ninho treinando suas asinhas para voar.


10 de dezembro de 2018

OS SAPOS ESTÃO SUMINDO E OS ESCORPIÕES AUMENTANDO


OS SAPOS NÃO SÃO NOSSOS INIMIGOS. JOGAR SAL SOBRE ELES É EXTREMAMENTE CRUEL

Sempre que surge um aumento excessivo de alguma espécie animal, logo concluímos que está havendo desiquilíbrio no meio ambiente. A natureza na sua sabedoria mantem o equilíbrio da fauna e flora contando com a ação dos predadores naturais, sem eles fatalmente vai existir o aumento de alguma espécie geralmente nociva ao próprio meio ambiente e ao homem, hoje vamos levantar a questão do aumento do temível ESCORPIÃO. Sendo os SAPOS um dos maiores predadores desse animal peçonhento e letal.   

OS SAPOS:
Os Sapos não respiram apenas pelos pulmões, sim também pela pele essa é uma razão do porquê nunca devemos jogar sal sobre seu dorso, além de cruel pela dor que o animal sente o leva a morrer sufocado. 
.
Os Sapos não atacam com venenos ou toxinas isso acontece apenas nas espécies estritamente selvagens e são raros. 
.
Os sapos que aparecem em nossos jardins apresentam glândulas que ficam acima dos olhos no dorso denominada "glândula parotoide, com uma estrutura esponjosa contendo um líquido leitoso. Ao contrário do que muitas pessoas acreditam este líquido leitoso não é venenoso para o homem, causando no máximo uma irritação e, mesmo assim, apenas se colocado na boca ou nos olhos. E são usadas apenas quando são atacados diretamente, a exemplo mordidas de cães ou predadores naturais cobras e morcegos".* https://www.infoescola.com/anfibios/sapo/

Num balanço entre a utilidade e inutilidade dos SAPOS é mais positivo e minimamente negativo, pois eles são predadores naturais na origem das pragas entre eles estão os temíveis ESCORPIÕES, sendo talvez os maior predador desse animal peçonhento, pois ambos tem hábitos noturnos, enquanto que as galinhas também como predadora não tem tanta eficácia porque seu hábito é diurno e os encontra apenas ciscando o terreno, isto é os encontra por um acaso é não é útil na caso de desiquilíbrio ambiental e os SAPOS sim porque os ataca na sua origem. 
.
Além da sua utilidade como predadores de pragas nocivas a nós seres humanos(Vetores da DENGUE, FEBRE AMARELA ETC.) e ao ecossistema no seu equilíbrio ambiental , ele pode ser considerado uma espécie de termômetro de como está os biomas na questão de conservação e proteção ambiental, visto que são sensíveis as mudanças climáticas e envenenamentos dos rios, riacho e lagoas.   Se na sua região os sapos estão desaparecendo, não festejam, é sinal que algo não vai bem com os mananciais e nossa água de cada dia pode estar perigosamente poluída a ponto de não permitir sua reprodução.        
    

25 de novembro de 2018

Campanha pede que banhistas levem copos reutilizáveis para as praias de Florianópolis

O Estado de Santa Catarina sempre a frente, veja a reportagem: 

Por Ânderson Silva
23/11/2018 - 09h43 - Atualizada em: 23/11/2018 - 09h43
https://www.nsctotal.com.br/home























Foto divulgação Prefeitura Florianópolis-SC

A prefeitura da Capital lança em dezembro uma campanha para que os banhistas levem copos reutilizáveis e canudos recicláveis para as praias. 

Tudo para evitar mais dano ao meio ambiente. Uma pesquisa australiana mostra que, anualmente, 100 mil animais marinhos morrem por conta da contaminação de plástico nos oceanos.

Leia a reportagem completa clicando AQUI




24 de novembro de 2018

As 20 Árvores Mais Bonitas do Brasil




Ed Alk

Top 20 das árvores mais bonitas do nosso Brasil! Lista feita segundo opinião própria. Contribua afetuosamente, deixando seu comentário para expressar seu ponto de vista! Obrigado! Funkorama de Kevin MacLeod está licenciada sob uma licença Creative Commons Attribution (https://creativecommons.org/licenses/...) Origem: http://incompetech.com/music/royalty-... Artista: http://incompetech.com/ Carefree de Kevin MacLeod está licenciada sob uma licença Creative Commons Attribution (https://creativecommons.org/licenses/...) Origem: http://incompetech.com/music/royalty-... Artista: http://incompetech.com/ Cold Funk - Funkorama de Kevin MacLeod está licenciada sob uma licença Creative Commons Attribution (https://creativecommons.org/licenses/...) Origem: http://incompetech.com/music/royalty-... Artista: http://incompetech.com/


4 de novembro de 2018

Leite: conheça o segredo do campeão mundial em produtividade



No terceiro episódio da série Conexão Israel, conheça os segredos do país campeão mundial na produtividade.
Aqui no Brasil, empresas líderes do segmento estão atentas às tecnologias usadas lá e interessadas em colocar em prática o que há de moderno no mercado.
Canal Rural

Mais sobre ISRAEL:



Israel oferece projeto salvador para o governo Bolsonaro



Canal do Youtube:  Canal do Conservador

Canal do Conservador no Facebook


QUESTIONE-SE ( Os assuntos mais omitidos que a mídia não fala)


3 de novembro de 2018

POR UM NOVO AMBIENTALISMO !

Por Dirceu Pio

“Erradíssimo, trágico, equívoco, engano, um caminho sem volta...” Quem vê as críticas – pesadas ! – que os velhos e novos opositores disparam contra Jair Bolsonaro por anunciar sua intenção (aparentemente, já sepultada) de fundir os ministérios da Agricultura e Meio-Ambiente vai achar que o Brasil possui uma política ambiental próxima da perfeição.
.
Só que não ! A política ambiental brasileira – usando um adjetivo até suave – é grotesca !
.
Não deve existir outro termo para definir esse já antigo jogo de faz-de-conta onde uma legislação faz-de-conta que protege, mas só trava a economia ao invés de proteger; um dispendioso aparato de fiscalização faz-de-conta que fiscaliza e deixa acontecer, em Mariana (MG), o maior desastre ambiental da história do Brasil, uma síntese perfeita do ambientalismo de araque a que este país é submetido.
.
FOI EM 2015
.
Ocorrido em 05 de novembro de 2015, o desastre de Mariana escancarou todas as facetas da nossa tragédia ambiental:
.
1)- Meses antes do estouro da barragem do Fundão (resíduos da mineração de ferro que a Samarco, empresa que resultou da sociedade entre a Vale do Rio Doce e a australiana BHP-Billinton) relatórios técnicos de organismos ambientais demonstravam que o depósito deveria ser interditado urgentemente porque a sua capacidade estava esgotada e havia o risco de rompimento.
.
2)- Assim que o derrame ocorreu, a Câmara Federal e as duas Assembleias Legislativas dos estados atingidos (MG e ES) formaram comissões interpartidárias para investigar as causas do desastre. Descobriu-se em seguida que 80% de todos os deputados, inclusive os do PV, que formaram essas comissões haviam recebido somas generosas da Vale do Rio Doce “para ajudar na campanha”.
.
3). O desastre de Mariana chama a atenção do Brasil para a inoperância dos organismos ambientais federais, como o IBAMA, que nem fiscaliza e não pune e se pune não recebe pelas multas que aplica. Os jornais da época noticiaram que o Ibama só recebia 8,7% das multas que aplicava.
.
4). A tragédia de Mariana escancarou também a omissão de entidades ambientais como o Greenpeace ou a SOS Mata Atântica; enquanto a primeira manteve-se distante dos problemas, a segunda esteve por lá para medir a turbidez do Rio Doce. Sou sócio-fundador da SOS Mata Atlântica e hoje, desolado, vejo que a entidade transformou-se num projeto acéfalo preocupado em medir a turbidez de rios sabidamente poluídos ou em ensinar as pessoas a fazer xixi enquanto tomam banho.
.
MUITA DESOLAÇÃO
.
O cenário, no geral é desolador. E como pano de fundo de todas as nossas tragédias ambientais, tanto daquelas que já aconteceram, como daquelas que ainda poderão acontecer, está a péssima qualidade da nossa classe política, incapaz até agora de reorientar o ambientalismo.
.
Vejam o caso de Marina Silva, que sequer esteve em Mariana; foi uma das primeiras a se manifestar contra a fusão. Ela disse:
.
- Estamos inaugurando o tempo trágico da proteção ambiental igual a nada. Nem bem começou o governo Bolsonaro e o retrocesso anunciado é incalculável...
.
Ainda bem que sua voz foi abafada nas catacumbas em que sabiamente o eleitor a colocou neste histórico pleito de 2018.
.
O AGRONEGÓCIO AVANÇOU
.
O agronegócio, por sua vez, foi o único segmento da economia que avançou em meio ambiente, o que tem sido demonstrado em vários artigos do geógrafo da Embrapa, Evaristo Miranda.
.
E por que avançou ?
.
Simples: porque aprendeu na carne e no bolso que toda agressão praticada contra o meio-ambiente volta-se contra quem a praticou sempre de modo dramático !
.
E o bate-cabeça e o faz-de-conta prosseguem em quase todos os demais segmentos. Não poderia faltar, é claro, mais uma contribuição do socialismo corrupto.
.
O jornalista Fernando Gabeira já se referiu a isso em recente artigo: como as Ongs sempre dependeram de verbas oficiais, o ambientalismo foi inoculado pelo viés ideológico petista...
.
BOLSONARO PREOCUPADO
.
Antes e após a eleição, Jair Bolsonaro tem se referido ao quanto as leis ambientais, seja por inadequação, seja por viés ideológico, têm perturbado a economia: “Vejam o caso da psicultura...ela pode trazer um ganho adicional extraordinário aos pequenos produtores rurais...aí o cara quer fazer um tanque pra criar peixe em sua propriedade e vem o licenciamento ambiental e diz: não pode !“- disse Bolsonaro em recente entrevista ao SBT.
.
Pelo que me parece, a única pessoa a fazer uma crítica pertinente à ideia da fusão foi a modelo Gisele Bunchen. Ela disse:
.
- Fragilizar a autoridade representada pelo Ministério do Meio Ambiente, no momento em que as preocupações com as ameaças da mudança climática e do desmatamento se intensificam, pode ser desastroso e um caminho sem volta.
.
Eis o ponto sensível que muito provavelmente levou o presidente eleito a refletir melhor sobre o assunto.
.
Tanto quanto posso sugerir a ele, penso que deveria dar início ao governo de transição e encomendar, imediatamente, à chancelaria uma sondagem para ver como os mais importantes países das relações comerciais do Brasil reagiriam à fusão.
.
De qualquer modo, imagino que ele tenha uma equação nada fácil a resolver: como tirar, também do ambientalismo, o viés ideológico que há muito tempo faz do conservacionismo uma causa de bandeira vermelha...

31 de outubro de 2018

JUNÇÃO MINISTÉRIO DA AGRICULTURA E MEIO AMBIENTE NOS ASSUSTA.

NOTICIA UOL
AMBIENTE CONTURBADO 

OPINIÃO:
Não concordo com essa fusão, por uma simples razão o Meio ambiente tem que ser sim antagônico ao da Agricultura, pois quem irá fiscalizar os desmatamentos do agronegócio e preservar as reservas florestais que já anda bastante combalida.
A sustentabilidade na agricultura é a garantia da sobrevivência de um clima equilibrado que irá favorecer a própria agricultura e o agronegócio como um todo.
No final das contas a agricultura necessita de um meio ambiente e uma natureza sadia para que produza bem, pois sem o clima equilibrado e com chuvas regulares, o agronegócio deverá utilizar a irrigação, visto que estamos a cada ano tendo secas mais acentuadas com grandes rios secando prejudicando até a produção de eletricidade. E ai? Como Ficamos?
.
Acho que os dois ministérios juntos pode funcionar em países desenvolvidos e conscientes no valor da proteção ao meio ambiente, exemplo a Alemanha.

Aqui no Brasil não, é fato a destruição da Amazônia em busca de espaço para pecuária a um custo ambiental trágico para o futuro. É fato queimadas agrícolas prejudicando a atmosfera e poluindo o ar. É fato a poluição dos nossos mananciais. É fato o extermínio das espécies: fauna e flora...
Não podemos esquecer o problema dos agrotóxicos que é exagerado no Brasil, além disso é difícil de acreditar que apenas o Ministérios da Agricultura fará um trabalho de fiscalização isento no que tange os problemas ambientais, e com certeza isso pode pegar mal no exterior prejudicando nossas exportações agrícolas. 
.
Já podemos notar que o equilíbrio dos ciclos das chuvas já não existe mais, basta ver as secas a cada ano mais crescentes no Sudeste e Sul do Brasil, e quando chove vem tempestades destruidoras já prometendo a formação de tornados no sul do Brasil.
A natureza é muito delicada para tomar atitudes que venha prejudicar seu equilíbrio que na maioria das vezes se torna irreversível.
.
"Presidente Bolsonaro sou seu fã, o ajudei nas redes sociais, mas nesse caso peço que reflita com bastante profundidade, pois nossa "colheita" poderá ser dramática num futuro bem próximo se não respeitarmos a natureza." OK?

Queimadas próximas as cidades, desrespeito a saúde humana e a vida animal.   
( CLIQUE NA FOTO PARA AMPLIAR)





 Fotos: Rivaldo R. Ribeiro

29 de outubro de 2018

Saiba como produzir e faturar com a pupunha



O Vale do Ribeira é a principal região produtora de palmito pupunha no estado de São Paulo. A pupunha é uma opção ambientalmente correta, além de possuir um bom mercado consumidor. Nossa equipe foi até o município de Juquiá para mostrar todo o processo de produção.


Canal Rural

27 de outubro de 2018

Ruas curiosas que existem pelo Brasil afora.



Conheça algumas ruas curiosas empalhadas pelo Brasil. Inclusive essa que destacaram aqui: uma rua que desafia a gravidade.
Nesse vídeo aparece também uma Rua que é considerada a mais bonita do mundo, a Rua Gonçalo de Carvalho de Porto Alegre -RS e tantas outras.

Vejam o vídeo quem sabe não surge aqui uma ideia para transformar alguma rua em sua cidade em curiosa ou turística pela beleza.

Fonte Canal Youtube:
Domingo Espetacular

16 de outubro de 2018

RECUPERAÇÃO DE DESERTOS NA CHINA, EM ISRAEL E NA ÁFRICA TRANSFORMADOS EM AGRICULTURA(Matéria de Capa)



Em diversos pontos do globo, desertos começam a se transformar em áreas agrícolas, com plantações em larga escala.
Projetos nesse sentido estão sendo desenvolvidos em países da Ásia, África e Oriente Médio, onde o verde das plantações predomina na paisagem que um dia foi de areia e pedra.
Esta edição do Matéria de Capa dedica-se a iniciativas que visam melhorar o meio ambiente, recuperando áreas degradadas e ampliando a oferta de alimentos. Curta a página do Matéria de Capa no Facebook! https://www.facebook.com/ProgramaMateriaDeCapa Siga a TV Cultura: - Facebook: https://www.facebook.com/tvcultura - Twitter: https://twitter.com/tvcultura - G+: https://plus.google.com/+tvcultura


Matéria de Capa


15 de outubro de 2018

Israel: quase 50% da produção agrícola é abastecida com água de reuso



Na primeira reportagem da série “Conexão Israel” você acompanha o pontos que unem e separam as duas potências do agronegócio mundial, a começar pelo uso da água.
Enquanto o Brasil é um dos países com maior disponibilidade de água por habitante no planeta, Israel tem clima desértico.
No país do Oriente Médio, quase metade da produção agrícola é abastecida com água de reuso de esgoto.

Canal Rural